SEGUIR O BLOG POR E-MAIL

domingo, 13 de Abril de 2014

ORÇAMENTO PARA 2014
(Junta da União C. S. Jorge/Pigeiros
Foi presente à Assembleia de Freguesia, na reunião de 23 de Dezembro de 2013, ao par do Plano de Actividades, este já parcialmente abordado noutra nota. Foi pena que, sendo o primeiro Orçamento da União, não tivessem sido isolados os valores relativos a cada comunidade. Do mesmo passo, e ainda por se tratar do primeiro orçamento, foi pena que certas verbas não tivessem sido decompostas. Está no gene não informar cabalmente.
Antes ainda de comentar algumas verbas, é capaz de ser útil divulgar duas ou três normas da Lei 73/2013, para conhecimento de alguns que não conheçam.
ARTº. 7º. Nº. 1 – A actividade financeira das autarquias locais está sujeita ao princípio da transparência, que se traduz num dever de informação mútuo entre estas e o Estado, bem como no dever de DIVULGAR aos cidadãos, de forma acessível e vigorosa, a informação sobre a situação financeira;
ARTº. 55º. Nº. 8 – O montante das dívidas orçamentais das freguesias a terceiros, excluindo as relativas a contratos de empréstimo de curto prazo ou abertura de crédito, NÃO PODE ultrapassar 50% das receitas totais arrecadadas no ano anterior;
ARTº. 74º. Nº. 2 – A contabilidade das entidades referidas (aut. locais, entidades intermunicipais) no número anterior respeita o Plano de Contas em vigor para o sector local, podendo ainda dispor de outros instrumentos necessários à boa gestão e ao controlo dos dinheiros e outros activos públicos, nos termos previstos na lei.
A primeira falha é a ausência do mapa de pessoal (pessoal eleito - membros do executivo - e contratado) com a remuneração individualizada. Do mesmo passo, faltou falar, escrevendo, com detalhe, da legião de pessoas dispensadas pelo IEFP, faltou relatar a posição actual dos € 81.000,00 incluídos em Caixa e objecto de orçamento rectificativo. Quantos são, afinal, os desempregados enviados pelo IEFP e quanto pesam nas despesas gerais? Além destas quantas pessoas mais a Junta contratou, suportando as respectivas remunerações?
E por fim, seria necessário, nesta freguesia (falo no singular porque o contrato é anterior à junção), arrebanhar tanta gente? Para fazer o quê durante um ano? E há na autarquia capacidade para gerenciar cerca de 20 trabalhadores? Ou trata-se de algum programa nacional para diminuir desemprego nas estatísticas?
Mesmo que me acusem de gastar a mesma tecla, insisto que nestes anos todos de governança, o executivo nunca informou, nem cidadãos, nem os eleitos locais, o que estava em dívida a fornecedores, nem a quais fornecedores, ouvindo-se com insistência que alguns credores faziam plantão junto da sede a fazer escarcéu na procura de algum à conta.
Em 23/12/2013, como anexo ao orçamento, foi apresentada uma listita com nomes de credores e respectivos créditos. Só que, logo, foram detectadas falsidades. Um fornecedor, de crédito confirmado (de pouca monta, diga-se) foi omitido. O valor apresentado como crédito do maior credor foi desmascarado como representando só cerca de 20% do total em débito. Detectou-se que haveria um credor de vários milhares de euros e que nem sequer tinha facturado o trabalho que executara. E a quem vai facturar agora? Quem encomendou o trabalho e dele beneficiou já não existe e será que a nova autarquia irá aceitar um débito que não é seu? Não falando, agora, na fraude de índole fiscal que anda pelo meio. E também se diz que ninguém crê que a obra do Quiosque tenha sido paga e admite-se mesmo que poderá não estar facturada. Pelo menos em parte.
Imagine-se que a Assembleia entendia os valores como certos e viesse a deliberar não autorizar qualquer pagamento para além daqueles credores, nem para além dos valores exibidos? Mais, se os valores das dívidas forem corrigidos para o que parece ser o real, fica claramente ultrapassado o limite do endividamento possível previsto no artigo 55º. da lei 73/2013.
Só mais uma nota para esta primeira referência ao primeiro orçamento anual da autarquia Caldas de S. Jorge/Pigeiros. É referenciada uma receita de capital de € 25.000,00 por alienação de terreno(s). Seria mais do que legítimo exigir-se a informação sobre que terreno, ou terrenos, está em vista ser vendido.
Pelas razões já expostas e várias outras ainda não explicitadas, EU não teria votado favoravelmente o documento.
José Pinto da Silva
Publicada por inconfidências à(s) 02:45

domingo, 23 de Março de 2014

Um dia especial: A FESTA DO PAI NOSSO

Um dia especial!
                                     
Em III Domingo da Quaresma!
A Festa dos (as)  meninos(as)
do 2º Ano da Caminhada Catequética:
A FESTA DO PAI NOSSO.
Lindo ver 21 meninos(as)
festejar com os seus pais
A celebração da entrega solene
da excelente e grandiosa  Oração do Pai Nosso!
Em Semana da Festa do Pai (São José),
do Dia do Pai, 19 de Março,
início da Primavera !
É maravilhoso ver a alegria
dos mais novinhos (as)
com seus pais, mães
em ambiente comunitário e festivo!
Parabéns a todos de modo particular e especial 
para as suas catequistas
e os (as) que  animaram tão peculiar Celebração!

segunda-feira, 17 de Março de 2014

De visita ao Centro Social Paroquial CSJ

Os bons filhos à boa casa…
 De referir as visitas do Reverendo  Senhor Padre Isaias
E Irmã Elvira!

Obrigado pela Visita!
video

domingo, 9 de Fevereiro de 2014

A VERGONHA DA CONSTRUÇÃO DO PERM!!! (parque de sucatas)

A Câmara Municipal continua a ignorar os danos causados pelo PERM no lugar de Arcozelo em Caldas de S. Jorge… É vergonhoso a forma como Câmara e Construtor calam-se… É caso para dizer quem anda a ganhar com isto!!!

FOTOS SEM CHUVA… O QUE ANTIGAMENTE ERAM CAMINHOS ALCATROADOS, AGORA NEM CAMINHOS SÃO!!! QUEM ANDA A GANHAR COM ISTO!!!

2014-02-05 16.16.512014-02-05 16.17.012014-02-05 16.17.112014-02-05 16.17.142014-02-05 16.17.17

quarta-feira, 5 de Fevereiro de 2014

Uma Excelente Iniciativa, Inovadora, Criativa e com pernas para andar!

Uma Excelente Iniciativa,
Inovadora,
Criativa
e com pernas para andar!
Cinco jovens que se reunem
e congregam esforços
para  serem e se tornarem úteis à sociedade!
Vivendo a época
mais criadora e realizadora na sua vida:
- Ajudar os os outros irmâos como picheleiro em pequenos arranjos e concertos,
- Electricista em colocação de lâmpadas, pontos de luz, rectificação circuitos eléctricos,
- Cuidados domésticos e higiénicos das casas dos idosos e acamados
 - Cuidados de cozinha, alimentação, restauração!
- Cuidados de peqenos serviços de secretariado, correspondência e serviço ambulantrio de enfermagem e cuidados hospitalares´.
- Pequenos e substanciais arranos e reparação das habitações.
- Arranjos de Jardins e pequenos serviços agrícolas.

Grupo de cinco jovens ou seis 
( 2 rapazes e duas raparigas 
ou 3 rapazes e 3 raparigas).
Se possível solteiros
De boa convivência 
e operantes.

Material:
- Uma roulote quanto baste
para seis pessoas).
- Material para cadaespecialidade.
- Alimentação
e cuidados alimentares conforme cada situação.
Tem por lema:
A cada dia a sua malícia,
o pão nosso de cada dia.

Patrocícinios:
Os necessários

Virtudes:
Espírito Solidário,
dádiva aos irmãos,
oração,
trabalho,
esforço e
sacrifício!

Campo de actuação :
zonas do Portugal Profundo
em protocolos com Câmaras,
Juntas de Freguesia
e Paróquias!

West Cost  Campers
ou outras  agências
Super mercados,
Juntas,
Câmaras e
Paróquias,
Associações,
Empresaas
Particulares,

etc.

terça-feira, 28 de Janeiro de 2014

Correio de leitores…

1527847_564770080274386_773604839_n

Irmã Elvira: Personalidade típica, simples, singela e singular desta Vila Termal..

Tem esta Vila Termal de Caldas de São Jorge
Personalidades típicas,
simples,
singelas e  singulares.
Ex-libris e modelos a apresentar
e sugerir  um seguimento
 idêntico caminhar na Vocação de entrega

a Cristo e aos irmãos mais desfavorecidos
chamados à comunidade inclusiva,
mesmo que relegados para periferias
e áreas não previlegiadas
economica, social e até religiosamente.
E a Irmã Elvira desta nossa Terra deixa impressos nas Terras da
orla Marítima do Estoril estas imagens
tão significativas, exemplare e excelentes!
Nascida nesta pitoresca Vila de Caldas de S. Jorge
Aos 10 dias do mês de Maio de 1937  e
Baptizada aos quinze dias do mês de Junho de 1937
Na Igreja Matriz de Caldas de São Jorge
Pelo Reverendo Padre José Inácio da Costa e Silva,
Filha de Rodrigo Alves da Silva
E de Elisa da Fonseca Nadais do lugar da Sé.

Eis como a Agência Ecclesia se refere à
Irmã Elvira no dia 27 de Janeiro de 2014
Em Semana do Consagrado.
Com 76 anos mantêm-se no seu posto
de consagrada há
48 anos na Congregaçao Salesiana no Estoril,
Onde se encontra desde 1966
Numa entrega a Cristo e aos irmão com
A jovialidade e
 alegria dos seus 28 anos juvenis
da altura!
 Uma vida no bairro do Fim do Mundo
Irmã Elvira Nadais, salesiana, 
trabalha há mais de 40 anos junto dos mais pobres


SN/Agência ECCLESIA
Estoril, Lisboa, 27 jan 2014 (Ecclesia) –
A irmã Elvira Nadais, salesiana de 76 anos trabalha há mais de 40 anos 
no bairro do Fim do Mundo no Estoril 
onde desde sempre acolhe as crianças desfavorecidas, ajuda os idosos 
e as famílias desfavorecidas.
“Desde jovem comecei a sentir uma inclinação grande 
 para a vida religiosa, tinha o desejo de viver uma vida 
de doação aos outros, ajudar as pessoas, os doentes 
e também de ser uma pessoa despojada, imitando Cristo”,
 começa por contar a irmã Elvira Nadais à Agência ECCLESIA.

No seio de uma família com 5 irmãos, o desejo de Elvira não foi bem recebido: “Disse à minha mãe que queria ser religiosa mas deu-lhe um ataque de choro e eu mudei de conversa e continuei a trabalhar”.

Pouco depois saiu de casa “sem ninguém saber” 
e rumou até ao Estoril onde ingressou na congregação das salesianas.

Já há alguns anos como salesiana, 
a irmã Elvira atendeu a um pedido de um sacerdote 
para que alguém fosse dar catequese ao bairro do Fim do Mundo, 
no Estoril, local onde assim que chegou ficou 
 “imediatamente encantada”.

“Sentia a ternura de uma criança pobre, às vezes 
com os pés cheio de areia e feridos, 
com o cabelo todo desalinhado e cheio de piolhos, 
mal alimentados e mal vestidos mas apesar de tudo para mim era uma compensação, uma alegria muito grande”, recorda.
E se muita gente pode pensar que trabalhar 
com as pessoas do bairro do Fim do Mundo 
“é uma vida de sacrifício” para a irmã Elvira nunca o foi: 
“Tivesse mais tempo, mais horas ainda dava muito 
mais de mim ainda a estas pessoas”.

“Ia correr com eles para os campos, jogava à bola, 
 em novembro fazíamos o magusto, 
tinha um gravador de voz então gravava as nossas conversas, 
as nossas canções para depois ouvirmos 
e eles adoravam porque não estavam habituados a ouvir-se, 
não havia tantos computadores como agora”, relembra a religiosa.

Os meninos do passado são agora adultos que atualmente
 quando se encontram com a irmã Elvira “sorriem 
e lembram-se dos tempos passados”, 
mostrando ter “muito respeito e carinho”.

O convívio, os valores e a educação 
que a irmã Elvira Nadais transmitiu às crianças 
quando chegou ao bairro do Fim do Mundo ajudou 
a torná-las em adultos “diferentes e com outras maneiras de agir, de compreender, colaborar e de ter respeito pelas pessoas 
e a ter uma irmandade entre eles, a serem amigos”, 
uma estabilidade que muitos dizem não existir 
em mais nenhum bairro problemático da zona.

Aos 76 anos, a irmã Elvira Nadais, que tem no bairro do Fim do Mundo, 
agora remodelado, uma rua com o seu nome, acredita que “fez 
 o que podia com o impulso de Deus”.

“Estou de consciência tranquila de que fiz quanto podia por eles 
e por todos, felizmente não tenho inimigos nem nunca tive, 
 procurei sempre cumprir o meu dever, 
aliviando o sofrimento de algumas pessoas e dando alegria”, diz.

“Sou feliz e se voltasse atrás voltava a enveredar pelos mesmos caminhos aperfeiçoando-os”, conclui a irmã Elvira Nadais, consagrada salesiana há 48 anos.
Até sexta-feira, o programa ECCLESIA na Antena 1 (22h45) apresenta histórias de vida de religiosos e religiosas para assinalar a Semana do Consagrado 2014, que a Igreja Católica em Portugal está a celebrar.

sexta-feira, 17 de Janeiro de 2014

Parabéns Sr. António Domingos da Conceição 94º Aniversário!

António Domingos da Conceição
Fez dia 16 de Janeiro

94 anos Anos.
Parabéns por este dia,
 por esta data !
No Centro de Dia de Centro Social Paroquial 
de Caldas de São Jorge
A presença dos pequeninos
da Escola do Jardim de Infância da Igreja deu
um tom de de alegria, jovialidade e de juventude!
Canto da Janeiras!
Gesto significativo de  convívio, encontro  
e de ternura
Visita  histórica, de esperança do Futuro
e  da concretização realização do Passado!

PARABÉNS!
Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução sem a colocação da fonte.

Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira

Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira - Caldas de S. Jorge - Santa Maria da Feira

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO